My Irreversible Point of View

Unfortunately freedom of speech is not totally respected in some parts of the world. That is why I decide to express my point of view in the name of those who are not allowed to express themselves. STAND UP, SPEAK UP! STOP THE TRAFFIK

Thursday, April 20, 2006

A França em crise

.

O Contrato de Primeiro Emprego (CPE), como era de prever, teve as suas consequências, ou EFEITOS, melhor dizendo, para a sociedade francesa, particularmente a os jovens e sindicatos.
A mobilização da população francesa, os protestos, os danos materiais e as numerosas críticas à incompetência de Dominique de Villepin reflectem o regresso ao passado. Que passado? Deste Maio de 68 que os sucessivos governos vêm querendo domar os liceais e os estudantes universitários, mas sem sucesso, é claro.
O que se tem verificado é que as manifestações de jovens supreendem pelas centenas de milhares de pessoas que nelas participam. E na manifestação de 18 de Março deste ano chegaram aos três milhões, segundo as fontes de comunicação, marcando desta forma uma viragem na História da França. Contudo, formou-se assim uma tradição de resistência juvenil, resistência desses jovens a quem faltam cada vez mais projectos de vida e campo aberto para a iniciativa e criação.
O CPE vai precisamente contra o "ritual de passagem" da adolescência para o mundo dos adultos: longe de oferecer um projecto aos jovens, longe de os fazer aceder à autonomia financeira e existencial, colocando-os à mercê da arbitrariedade dos adultos que os podem excluir do seu mundo sem explicações. Em suma, o CPE serve precisamente para negar o simbolismo positivo que é necessário ao jovem para se tornar um adulto independente. O CPE não é o Contrato do Primeiro Emprego: c'est le Contrat Précarité Extrême.

Mais au revoir CPE!! Aplicado, revogado, anulado, morto e enterrado...
E... a derrota de Villepin!!! Parece-me que Monsieur Sarkozy conseguiu finalmente tirar um peso de cima para as presidenciais de 2007. Ora, em relação a Villepin, este parece-me cada vez menos confiante e mais fragilizado para rivalizar com Sarkozy em 2007. Essa sua fragilidade poderá resumir-se numa simples expressão: perda de votos para com o candidato da UMP, o actual ministro da Administração Interna, Sarkozy. Enquanto vejo este a rir-se, neste momento vejo Villepin com o coração apertado. Aguente-se! Quem faz asneiras que sofra as consequências! :)

.

"Quando o combate é justo, a unidade e a união existem e a mobilização é forte, a vitória é possível. Esta lição [...] também vale para os acontecimentos futuros", explica o número um do Partido Socialista francês.

1 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home