My Irreversible Point of View

Unfortunately freedom of speech is not totally respected in some parts of the world. That is why I decide to express my point of view in the name of those who are not allowed to express themselves. STAND UP, SPEAK UP! STOP THE TRAFFIK

Saturday, September 02, 2006

Who am I?

.
Olhando para trás, vejo uma menina sorridente, energética, firme e super brincalhona. Quase nada lhe faltava, de facto. Educação, respeito, carinho, amor, firmeza, consciência, etc.
Essa menina fora educada num território multicultural, Macau, no qual a integração fala mais alto que a segregação. Os seus pais, sempre presentes, transmitiram-na uma visão liberal relativamente à vida em sociedade e, ao mesmo tempo, conservadora, mas esta última em relação à esfera privada.
Ela habituou-se a relacionar com pessoas de diferentes culturas, afastando-se o máximo do etnocentrismo e dos preconceitos culturais. Completou o ensino primário, o ensino básico e o ensino secundário naquele território. Neste momento, longe da sua terra-mãe, frequenta o ensino superior na que é considerada a sua segunda terra: Portugal. Morre de saudades da terra que a viu nascer, nomeadamente dos noodles, a sua comida favorita. Também tem saudades de se reunir com os amigos no Starbucks, o melhor café do mundo.
Cresceu a dominar quatro línguas: Inglês, Português, Cantonês e Francês. Embora o português seja a sua língua materna, ela prefere o Inglês. Não só por ser a língua internacional, mas uma língua muito falada com os seus amigos da terra-mãe. Como ela nasceu e cresceu num ambiente multinacional e cosmopolita, tem todo o prazer de falar a língua de Shakespeare.
Já foi criança, já foi adolescente, e agora é uma jovem adulta. Tem as suas qualidades e os seus defeitos, como todos os seres humanos. Gosta de rir, espairecer, organizar bem as coisas, cantar, jogar voleibol, dançar, sair à tarde e à noite e, sobretudo, dormir de manhã. Detesta que a contrariem, que a pressionem, que brinquem com ela, que lhe levantem a voz e, pior ainda, não permite que a toquem em vão. Em geral, é uma jovem dinâmica, eléctrica, refilona, individualista, crente, um pouco agressiva, apaixonada, lutadora e amiga de quem merece.
Planos? Sim, é uma jovem não pessimista que faz planos no dia-a-dia, sem fazer previsões. Luta para que os seus sonhos se tornem realidade e faz tudo por tudo para não magoar ninguém. No entanto, como a própria vida é irónica, essa jovem foi magoada muitas vezes. E a consequência? Esqueceu devez aqueles que a magoaram e continuou (e continua!) em frente.
Ela é conhecida, por alguns, por ser "internacional, multinacional e transnacional". Desvaloriza o nacional e enaltece o que é internacional. Porquê? Foi educada assim e sente-se bem como é.
É adepta da globalização e do cruzamento de pessoas, ideias e serviços culturalmente distintos.

But who is she? I do not know.
I only know she is called Daniela. That is me!
All I know is I am nothing but ME, MYSELF & I.




3 Comments:

  • At September 05, 2006 4:49 PM , Blogger Alda M. Maia said...

    Ciao, Daniela!
    Um interessante retrato escrito! "Who am I? (...) I only know she is called Daniela"
    O modo como descreveste esta Daniela dá-nos uma ideia quase completa de uma "jovem adulta" que sabe muito bem o que quer, o que é e como deseja ser. Repito-te o que escrevi a teu respeito: "recorda-me o que eu era na sua idade. Merece toda a minha simpatia"
    Um beijinho e outro àquela Mãe que adoras
    Alda

     
  • At September 16, 2006 11:37 PM , Anonymous Anonymous said...

    DANIELA significa "Deus é o meu juízo" .

     
  • At September 26, 2006 10:12 PM , Anonymous rita_maio said...

    e és minha madrinha do ISCSP!!!

    mts beijinhos desta afilhada que te adora e que já te conhece dos tempos de macau!! bons tempos jamais esquecidos :)

     

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home