My Irreversible Point of View

Unfortunately freedom of speech is not totally respected in some parts of the world. That is why I decide to express my point of view in the name of those who are not allowed to express themselves. STAND UP, SPEAK UP! STOP THE TRAFFIK

Sunday, September 14, 2008

YDreams

No dia 04 de Abril, à 01:52, enviei um e-mail para Karina Israel, Directora de Publicidade da YDreams, com algumas perguntas acerca da internacionalização da empresa. Após um período de alguma espera, a market manager da YDreams, Mariana Salgado, respondeu-me ao e-mail, a pedido de Karina Israel, no dia 02 de Maio, às 18:00, salientando que iria fazer os possíveis para me facultar alguma informação para a prossecução do presente trabalho. Recebi um outro e-mail seu às 15:49 do dia 14 de Maio, que dizia que o Director da área de Educação e Cultura da YDreams, Edmundo Nobre, se comprometia a responder às minhas questões via telefone. Dois dias depois, pelas 18:10, Edmundo Nobre telefonou-me, tendo a entrevista durado aproximadamente 15 minutos.
A YDreams teve o seu primeiro contacto com o mercado chinês na sequência da visita do antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, à China em 2005. “De facto, não fazia parte dos nossos planos avançar para a China. Mas, como integrámos a comitiva empresarial que acompanhava Jorge Sampaio, começámos a ponderar efectivamente em evoluirmos e avançarmos para aquele país, até porque foram assinados alguns protocolos com parceiros locais, por ocasião da visita”, disse o Director da área de Educação e Cultura da empresa.
A YDreams encontra-se representada através da YMeng (“YDreams” em mandarim), uma joint-venture com a empresa chinesa NDD e detida em 50% pela YDreams, e que está sediada em Xangai. Edmundo Nobre considerou que a empresa entrou para o mercado chinês “numa boa altura”, em que as oportunidades pareciam ser superiores às dificuldades.
Foi igualmente destacado o apoio que a YDreams teve da AICEP e da Embaixada de Portugal em Pequim durante a sua fase de expansão no Império do Meio. Aliás, a AICEP e a YDreams trabalharam bastante em conjunto antes e durante a visita do actual Primeiro-Ministro à China, em 2007. No decorrer desta visita, José Sócrates inaugurou a Exposição “Future Dream Experience: China-Portugal Innovation 2007”, organizada pela YDreams, em que foram apresentados uma série de tecnologias e produtos inovadores e de elevada qualidade, nomeadamente o jogo interactivo do Cristiano Ronaldo para telemóveis. “Só no âmbito comercial é que não nos sentimos necessitados de recorrer ao apoio das entidades estatais portuguesas”, acrescentou Edmundo Nobre.
Neste momento, a YDreams encontra-se numa fase de reestruturação, uma vez que o mercado chinês não tem respondido de acordo com as expectativas da empresa. Segundo Edmundo Nobre, “desinvestimos um pouco na China, pelo menos por enquanto. O mercado chinês é, de facto, um mercado estratégico, ou seja, para que as empresas estrangeiras continuem a manter na China os respectivos negócios é necessário que elas tenham alcançado um patamar de consolidação bastante estável. Presentemente, resolvemos focarmo-nos em mercados considerados mais estáveis, que nos dão mais garantias, nomeadamente os Estados Unidos, a Espanha e o Brasil”. As palavras do Director da área de Educação e Cultura da empresa são, de certa forma, confirmadas pela jornalista Ana Rita Guerra[1], segundo a qual a YDreams pôs fim à aliança com a chinesa NDD, tendo saído de Xangai, embora planeie investir na terceira praça financeira mundial, Hong Kong.
Enquanto durou a entrevista, cheguei à conclusão que a YDreams ficou satisfeita com o papel desempenhado pelo Estado português no sentido da diplomacia económica, em geral, e do apoio à internacionalização da empresa no mercado chinês.


[1] Ana Rita Guerra, “Ydreams extingue aliança com parceiro chinês”, in Diário Económico, 28 de Fevereiro de 2008.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home